Museu de Arte de Santa Catarina - MASC

Como chegar?

Avenida Governador Irineu Bornhausen, 5600, Agronômica – Florianópolis/SC CEP 88025-202

A história do Museu de Arte de Santa Catarina (MASC) começou em 1948, quando o Círculo de Arte Moderna (CAM) – mais tarde conhecido como Grupo Sul – realizou a “Exposição de Arte Moderna” em Florianópolis.

A cidade vivia então um distanciamento cultural em relação à agenda do eixo Rio-São Paulo. O escritor carioca e idealizador da mostra, Marques Rebelo, acompanhou essa exposição e proferiu palestras sobre arte contemporânea. Esses eventos formaram o embrião do atual museu, fundado em março de 1949.

Atualmente, o MASC conta com um acervo de 1.775 peças, principalmente de artistas catarinenses consagrados, como Martinho de Haro, Juarez Machado, Luiz Henrique Schwanke, Eli Heil, entre outros. Há também obras de expressivos nomes nacionais, como Tarsila do Amaral e Di Cavalcanti.

O museu está localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC). Conta com dois principais pilares: o Atelier de Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis (Atecor) e a Associação Amigos do Museu de Arte de Santa Catarina (AAMASC).

Depois de dois anos de reforma, o MASC foi reaberto em junho de 2011.

Período de visitação: De terça a sábado, das 10h às 20h30. Aos domingos e feriados, das 10h às 19h30

Telefone: (48) 3953-2323

Curiosidade

Quando surgiu, o MASC tinha outro nome. Em 18 de março de 1949, fundou-se o Museu de Arte Moderna de Florianópolis (MAMF), acompanhando a efervescência cultural pela qual o Brasil passava no pós-guerra, final da década de 1940, quando a Europa ainda se recuperava dos danos causados pelos conflitos. Foi nessa mesma época que surgiram o Museu de Arte de São Paulo (MASP), em 1947, e o Museu de Arte Moderna (MAM) do Rio de Janeiro, em 1948.




Galeria de Imagens


Serviços e Infraestrutura


Acessibilidade