Teatro Alvaro de Carvalho

Como chegar?

Rua Marechal Guilherme, 26, Centro – Florianópolis/SC CEP 88010-540

Um prédio histórico, em uma praça atrás da Catedral, guarda o Teatro Álvaro de Carvalho, conhecido como TAC. O espaço tem origem no ano de 1854, quando um grupo de pessoas influentes sentia falta de locais para se discutir e fazer arte. Eram políticos, jornalistas e pequenos empresários na então pacata Nossa Senhora do Desterro.

O debate evoluiu até 29 de julho de 1857, quando a pedra fundamental do teatro foi lançada. Com falta de recursos, passaram-se 14 anos até a inauguração. Em 5 de junho de 1871 foi usado pela primeira vez, mesmo sem estar pronto. Só em 7 de setembro de 1875 foi aberto oficialmente, com uma apresentação para mais de mil pessoas. 

Durante muito tempo, foi local de encontro da elite cultural local e palco de intensas discussões quanto à estrutura e o conforto do lugar. Passou por um tempo de abandono, e chegou a funcionar como prisão. 

Com capacidade para 470 pessoas (sendo 297 lugares na plateia, 110 no balcão e demais em camarotes), passou por diversas reformas e restaurações, principalmente em 1955, 1975, 1984 e 2004. Há registros dessas obras em placas na entrada do teatro. Em 1988, foi tomado como Patrimônio Histórico Estadual.

Vitrais nas laterais do prédio retratam cenas folclóricas e populares, como o boi-de-mamão e o pau-de-fita. Um enorme lustre no interior, cheio de cristais, chama a atenção do público.

Link para o site: http://www.fcc.sc.gov.br/tac/

Curiosidade

Quando foi inaugurado, em 1871, o teatro se chamava Santa Isabel, em homenagem à Princesa Isabel. Seis anos após o fim da monarquia no país, em 1894, a capital catarinense teve seu nome mudado para Florianópolis, em homenagem a Floriano Peixoto, então presidente do país. No mesmo ano, o teatro mudou de nome para Álvaro de Carvalho, para lembrar o primeiro dramaturgo catarinense. 




Galeria de Imagens


Serviços e Infraestrutura


Acessibilidade