Como chegar?

Rumo ao Norte da Ilha, a 17 km do Centro, pela SC-401, entre pelo trevo de Santo Antônio de Lisboa e depois siga à direita pela estrada que margeia a baía.

No Sambaqui a atmosfera é incrível. Nos deques de madeira, os bares e restaurantes servem iguarias do mar e são um convite a uma tarde nas enseadas. O camarão à milanesa e a caipirinha de pitanga são excelentes pedidas. Na região também há opções de pizzas, feijoadas, entre outras delícias, ou seja, esqueça das calorias!

Mas isso não é tudo. O bairro é pequeno e rústico. Em sua essência uma vila de pescadores, foi um dos primeiros núcleos de colonização açoriana da Ilha. A programação cultural surpreende nos bares mais modestos, com bandas de blues tocando ao pôr-do-sol.

Na região existem várias prainhas; que tal passar a tarde à beira da Praia do Seu Rafael, do Toló ou da Praia da Laje do Gato? As águas são calmas e, à noite, a vista para as luzes do Continente, da Ponte Hercílio Luz e da Avenida Beira-Mar Norte é de encher os olhos.

Curiosidade

Sambaqui é um tipo de formação litorânea constituída de conchas e materiais orgânicos onde os primitivos habitantes de Santa Catarina enterravam os mortos, há mais de 5 mil anos. Na Ponta do Sambaqui há uma dessas pequenas montanhas, um importante sítio arqueológico. Que tal caminhar alguns metros e descobrir como era o Brasil antes dos brasileiros?




Galeria de Imagens


Serviços e Infraestrutura


Acessibilidade