Tapera do Sul

Como chegar?

Sul da Ilha, a 27 km do Centro de Florianópolis. Acesso pela Via Expressa Sul. Existem duas formas de chegar à praia: por dentro da Base Aérea, com acesso restrito e limitado (é preciso fazer a requisição com antecedência de um ano); ou pela SC-405, seguindo depois pela Rod. Aparício Ramos Cordeiro.

Apesar de sua pequena extensão (500 metros), a Praia da Tapera é procurada por turistas em busca de tranquilidade. O que era somente uma antiga colônia de pescadores, até meados dos anos 1960, hoje atrai visitas regulares. 

O nome da praia surgiu das antigas residências indígenas, também denominadas “taperas”. Popularmente, o termo se refere a casa abandonada, o que se leva a crer que o bairro ficou desabitado durante muitos anos após o desaparecimento dos carijós. Com a instalação da Base Aérea naquele local, o bairro foi dotado de infraestrutura, o que atraiu os primeiros habitantes e visitantes.

Em frente à praia localizam-se duas ilhas: Laranjeiras e Dona Francisca, essa última acessível a pé em dias de maré baixa. Além de embelezar a paisagem, a presença dessas ilhas contribui para a calmaria do mar.

A areia tem espessura média e é de tom amarelado. O fundo do mar é um pouco lodoso, com resquícios de conchas e cascalhos.

Vale a pena conferir a retirada de berbigão (molusco tradicional de Floripa), no canto esquerdo da praia, junto à ilha Dona Francisca.

Curiosidade

Antiga morada dos índios carijós, foi descoberto nesse local um sítio arqueológico, explorado por volta de 1962 a 1967. Atualmente, os restos encontrados estão expostos no Museu do Homem do Sambaqui, no Centro de Florianópolis.




Galeria de Imagens


Serviços e Infraestrutura


Acessibilidade